Colóquio Internacional

1813-2013:

duzentos anos

de recepção

do texto seminal

“Sobre os Diferentes Métodos de Traduzir”, de Friedrich Schleiermacher


VII Colóquio de Estudos de Tradução em Portugal

24-25 de Outubro de 2013

Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa


Pedido de Comunicações

Duzentos anos depois da sua famosa conferência na Real Academia de Berlim, em plena era napoleónica, Friedrich Schleiermacher continua a ser uma referência assídua na bibliografia dos Estudos de Tradução em todo o mundo. A sua definição dos dois (e só dois) métodos de traduzir tornou-se indispensável ao vocabulário do tradutor e investigador da tradução, retomando uma oposição que podemos fazer remontar a São Jerónimo, ou mesmo a Cícero (De Oratore) e não perdeu a sua força de atracção até aos nossos dias, sob designações como métodos, estratégias, procedimentos ou normas de tradução.  Tendo como expoentes contemporâneos porventura mais conhecidos as normas iniciais de aceitabilidade vs. adequação de Toury (1995) ou as estratégias de tradução domesticante vs. estrangeirizante de Venuti (1995), em estudos empíricos e pós-modernos, muitos outros nomes estruturam o seu pensamento sobre o traduzir a partir de binómios que, uma vez submetidos a um escrutínio mais atento, não deixam de revelar grandes afinidades com as propostas de Schleiermacher.


Contudo, aquelas propostas estão longe de se circunscrever à definição dos métodos de traduzir, englobando desde a reflexão básica sobre a relação entre pensamento e discurso, até à figura do tradutor, às tipologias da tradução, à avaliação da qualidade em tradução, ao leitor/destinatário, ou ainda à necessidade de uma política de tradução inserida numa política da língua, de evidente relevância para a dinâmica da cultura que ambicionava para o seu país e sua língua naquele momento histórico.  Apesar de aspectos hoje controversos, como a ideia de que “um homem tem de decidir se pertence a uma língua ou a outra, ou então ficará a pairar, sem postura própria, num terreno intermédio e descontente”, questão muito discutível para os defensores do hibridismo e do “in-betweenness” do tradutor, Schleiermacher continua a inspirar a reflexão contemporânea sobre a tradução, para a qual este colóquio internacional pretende oferecer um fórum privilegiado.


Aceitam-se comunicações sobre os seguintes temas, entre outros possíveis:

•Actualidade vs. historicidade das propostas de Schleiermacher

•Tradução e língua

•Política da língua e da tradução

•Métodos, estratégias, tácticas, procedimentos e normas de tradução

•Tradução e etnocentrismo

•Tradução e nacionalismo

  1. Tradução e poder

  2. Abordagens históricas e sociológicas em Estudos de Tradução, baseadas nas propostas teóricas de Schleiermacher

  3. O tradutor enquanto agente e a tradução estrangeirizante



Conferencistas Convidados

Lawrence Venuti

José Justo


Línguas do Congresso

As comunicações poderão ser apresentadas em inglês, alemão e português.

 

As propostas deverão ser redigidas em inglês e enviadas para

schleiermacher.2013@gmail.com

Deverão incluir as seguintes informações:


Title of Paper

Name

Institutional Affiliation

Abstract (500 words in English)

Bio-Note (max. 100 words, mentioning main research interests, projects and selected publications)

Audiovisual Requirements

Language of Presentation

5 Keywords


NOVA DATA Apresentação de Propostas

14 de Março de 2013


Comunicação de Aceitação

15 Abril de 2013


Publicação

A organização pretende publicar uma selecção de artigos num volume a editar posteriormente.